Joy Freitas: Dica de Viagem: Morro de São Paulo




Dica de Viagem: Morro de São Paulo


Olá pessoal, tudo bem?

Antes de mais nada, gostaria de dizer que não estou doida em fazer uma indicação de praia paradisíaca em vésperas da chegada do inverno, e também que não sou guia turística, portanto minhas indicações aqui são sempre baseadas em experiências próprias e emoções sentidas.

Na Bahia, a concepção de inverno e verão é bem diferente da realidade do Sul e dá sim para visitar as praias de lá no inverno.

Porém devo dizer que apesar de falarem que na Bahia faz sol o ano todo, essa não é uma verdade absoluta, pois nessa época chove bastante e até faz frio, mas como não temos um inverno rigoroso é possível ter dias de sol que possibilitam curtir as praias da região, com a vantagem dessa época ser considerada baixa temporada e deixar os custos da viagem mais atraentes.

Então vamos lá, vamos a Morro de São Paulo, um paraíso na terra!

Levei muito tempo para conhecer esse lugar que tantos turistas do mundo todo costumam visitar, se apaixonar e permanecer por lá. Morro é assim, um lugar tão encantador que faz as pessoas abandonarem suas vidas normais e se mudarem pra lá a fim de um estilo de vida cheio de natureza e sossego.
Porém não só de sossego é feita a ilha, ao contrário a noite é bem agitada, com muitas atrações pra turma jovem que gosta da badalação noturna. Ou seja, tem turismo pra todos os gostos, dos calminhos aos mais elétricos.

Morro de São Paulo fica na ilha de Tinharé, pertence ao Município de Cairu que fica no lado continental, na costa do dendê, na Bahia. Para chegar lá somente de barco, lancha, catamarã, ou seja, apenas pelo mar ou rio, ou de avião claro. Não é permitido circulação de carros na ilha, o que contribui bastante pra a preservação do local.

Apesar de ser um lugar bem preservado naturalmente e com aspecto rústico presente no seu estilo, Morro possui uma estrutura totalmente voltada para o turismo. Por conta disso, é possível se virar e fazer diversos passeios através das agências locais que oferecem muitas opções de lazer. Ao chegar na ilha a primeira coisa a fazer é pagar uma taxa de permanência que quando eu fui custava 15,00 e eles te entregam um mapa da ilha muito informativo e útil para os passeios.


Importante: quando for fazer passeios ao redor da ilha leve o comprovante que já pagou a taxa de permanência, ou terá que pagar outra vez ao desembarcar novamente pela entrada da ilha.
Em geral os custos no local são de médio a alto, considerando alimentação, passeios e hospedagem, mas indo em baixa temporada dá pra ter um bom desconto nos custos de hospedagem.

Como chegar:
Partindo de Salvador: pegar um catamarã no terminal marítimo ou ir de avião.
Partindo de Valença: ir de carro até Valença e de lá pegar uma lancha ou barco até a ilha.

Click de um barco de pescadores que passou pelo nosso na travessia.
O que fazer:

Mergulho em águas transparentes:
Existem várias agências que oferecem passeios de lancha até as praias de Garapuá e Moreré onde  na maré baixa é possível fazer mergulhos superficiais e apreciar peixinhos coloridos que ficam por ali. Quando eu fui, devido o tempo mais instável só foi possível fazer o mergulho em uma das praias. Nesse passeio também é possível parar na Ilha de Boipeba para fazer uma caminhada ou seguir com a lancha até a praia Boca da Barra onde é feita uma pausa para o almoço. Após o almoço o retorno é feito pelo Rio do Inferno, mas não se espante com o nome pois a viagem é ótima, com direito a parada em um dos bares flutuantes do rio para degustação de ostras frescas ou gratinadas... Hummm deliciosas!


A última parada é na parte continental, para conhecer a história do município de Cairu e também visita ao Convento e Igreja de Santo Antonio que tem na sua fachada a primeira manisfestação do barroco arquitetônico no Brasil. É muito legal o passeio, o lugar é lindo e vale a pena aprender mais com toda informação histórica que se adquire por lá, pelo menos para quem gosta de história como eu.

Caminhada para conhecer o Farol e o Forte.
Na caminhada até o Farol você vai curtir toda natureza do morro e ao final será contemplado com uma belíssima vista. Também, seguindo o mesmo caminho para o Farol, vai poder desviar para o Mirante da Tirolesa, onde é possível pular de tiroleza, que vai do morro até a primeira praia. O visual é belíssimo.




Na caminhada ao Forte é possível desfrutar de belíssima paisagem das ruínas do forte e das ondas batendo nas pedras. Na maré baixa, forma-se uma prainha entre as pedras, mas o legal mesmo é ir no final da tarde para apreciar o maravilhoso pôr do sol.




Outros passeios que eu não tive tempo de fazer mas que sempre ouvi dizer que são muito bons: o roteiro de barco até a Gamboa, o por do sol da Toca do Morcego e passeio para conhecer a Ilha de Boipeba.

Onde ficar:
Eu fiquei hospedada numa pousada logo na entrada da ilha, o que é maravilhoso, pois não precisei pagar "táxi" pra carregar a bagagem. Como a ilha na verdade é um morro, na chegada você já tem uma prova de resistência física no ladeirão de subida pra entrada, e ficam vários rapazes com carrinhos de mão oferecendo seus serviços de "táxi" para levar a bagagem...se você se hospedar na segunda, terceira ou quarta praia vai precisar realmente do serviço.
A Pousada que fiquei se chama Passárgada, que é uma pousada com serviço maravilhoso, ótimas acomodações e uma vista incrível. Olha essa foto da vista da piscina:



Onde comer:
Não fiz um registro muito bom de todos os lugares que eu comi, mas você encontra opções para todos os gostos tanto no centro como na segunda praia, a mais badalada do Morro.
Entretanto gostaria de citar um restaurante que AMEI, tanto pela comida como pelo ambiente super charmoso e aconchegante, foi o Portaló Music Bar e Restaurante.


Foto de um folder do Hotel e Restaurante Portaló

Então é isso pessoal, espero que as informações tenham sido úteis, porque as emoções que esse lugar provoca com certeza são incríveis. Como costuma-se falar por lá, realmente Morro de São Paulo, Morro de Saudade!

Mais algumas fotos pra você se encantar:




Um bjo e até o próximo post!



Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião me interessa! Obrigada!



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *