Joy Freitas: Bolsas Wayuus, tendência ou estilo?




Bolsas Wayuus, tendência ou estilo?

Olá pessoal, tudo bem?

Já viram que a febre das bolsas Wayuus está de volta? Pois é, a moda é assim, tendências vão e vem toda hora, por isso que sempre digo...vale mais você ter estilo próprio e vestir o que te faz bem, que seguir apenas as tendências e virar vítima da indústria da moda.

Deixando de lado as ideologias rsrs...vamos as bolsas! Afinal, quando a tendência volta é quase irresistível não entrar na onda e seguir. Elas fizeram muito sucesso nos verões passados, mas como eu disse antes, usar algo da moda não depende de regras e sim de atitude e estilo. Eu não sou dessas que acho que inverno deva ser neutro, por isso usaria em qualquer estação.

Para quem não conhece, elas ficaram conhecidas como Bolsas Colombianas, e as primeiras bolsas começaram a serem produzidas por mulheres indígenas da comunidade Wayuu, tribo que fica entre a Colômbia e a Venezuela, e que fazem dessa atividade artesanal o seu sustento.

São bolsas de crochê feito com fios de algodão, modelagem tipo saco, alças bem compridas, super coloridas, e por serem feitas a mão dificilmente você encontrará dois modelos iguais... é praticamente uma obra de arte e essa é a parte mais legal, mas que as deixam com o preço lá em cima, pelo menos aqui no Brasil.

Confere aqui, alguns modelos:


Vários famosos aderiram as Bolsas Wayuu:

Como tudo que faz sucesso e vira uma oportunidade de negócio, já existem empresas produzindo versões inspiradas nas bolsas, mas as Wayuu Bags originais podem ser compradas através do site de uma fundação (The Wayuu Taya Foudation) que contribui para a ONG SURevolution que ajuda a melhorar a vida em comunidades indígenas da América Latina.  

Para a comunidade Wayuu as bolsas não são apenas um acessório ou artesanato, elas têm figuras com significados especiais que retratam a vida cotidiana da tribo e representam algo fundamental na forma deles se vestirem. Quanto mais detalhamento houver nos desenhos representados nas bolsas, maior será o valor da peça.

Na Colômbia obviamente o produto é bem mais barato, não passando de 70 dólares, mas para comprar sem sair do Brasil, no site da fundação o preço varia de $ 160 a $ 180, e com o dólar tão alto atualmente acaba saindo bem salgado, mas a compra do produto oriundo das tribos originais te garantem a compra de um objeto que além de ser uma acessório charmoso, também é considerado uma obra de arte pela sua originalidade.

Assim que puder, vou garantir a minha e você, o que acha do estilo? Deixa aqui seu comentário pra eu saber.

Um bjo e até o próximo post!

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião me interessa! Obrigada!



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *