Joy Freitas: Abril 2015




Look de Domingo + Passeio no Museu

Olá pessoal, tudo bem?

Nesse último domingo nós saímos com uns amigos para visitar o Museu Oceanográfico, um museu bem legal que tem aqui em Rio Grande, e como uma blogueira que se preza ;)... novidade interessante pra mim vira tema pra compartilhar com meus leitores queridos.

Sobre o Museu Oceanográfico :
"Fundado em 8 de setembro de 1953, mantém uma exposição pública sobre a vida e a dinâmica dos oceanos, apresentada em painéis, maquetes, aquários e diversos equipamentos utilizados em pesquisas oceanográficas.
Nos painéis das salas do Museu são apresentadas várias conchas, que enriquecem a sua coleção de moluscos (atualmente com 51.000 lotes).
Esta coleção, considerada a mais importante da América do Sul, foi organizada pelo Diretor Fundador do Museu Oceanográfico, o Professor Eliézer de Carvalho Rios." (Fonte: site oficial do Museu)

Eu já havia visitado o museu uma outra vez, então dessa vez não me apeguei tanto as informações escolares rsrs porque tava bem interessada em fotografar cada cantinho fofo que tem por lá. O lugar é muito bonito, bem preservado, com jardins lindos e ainda possui um centro de recuperação de animais marinhos onde tratam de espécies ameaçadas que ocasionalmente vem parar na Lagoa dos Patos, como por exemplo Leão Marinho e Pinguins.

Além do museu, tem um passeio muito legal e indispensável que é fazer a travessia na lagoa até o Eco-Museu da Ilha da Pólvora:
"Inaugurado em 22 de abril de 1999, o Eco-Museu da Ilha da Pólvora. faz uma leitura e apresenta uma exposição sobre a história natural do estuário do Rio Grande.
A Ilha da Pólvora, patrimônio do Exército Brasileiro localiza-se no estuário da Laguna dos Patos e possui 42 hectares de marismas, que são áreas periodicamente alagadas pela maré e servem de habitat para várias espécies de aves, roedores, moluscos, crustáceos, larvas e juvenis de peixes.
Essas marismas estão bem preservadas e, por isso, são utilizadas com objetivos educacionais e científicos. Neste museu também são desenvolvidos diversos trabalhos científicos de graduação e pós-graduação, dentre os quais se destacam estudos sobre a vegetação, crustáceos, aves e roedores." (Fonte: site oficial do Museu)
Aqui tá começando a esfriar um pouquinho, você olha essa paisagem iluminada, um céu azul e pensa num calorão, mas na verdade já tá começando a bater aquele vento friozinho e refrescante, que deixa o passeio mais agradável.


Quem concorda que tem um Mickey na paisagem? rsrsrs ;)


A paisagem é muito bonita, a vista da cidade e também do por do Sol são encantadoras, ainda rendeu fotos maravilhosas para o look. E falando sobre o look, domingo pede conforto né, minha gente?

Então pra ficar confortável escolhi a combinação básica: short + camiseta + tênis bem surradinho (são os melhores, né?). E pra não sofrer com o frio escolhi essa camisa xadrex pra proteger do ventinho e dá um charme colorido ao look. Confere:



[Camiseta: Drachen | Short: Damyller | Camisa xadrez: Renner | Tênis: Adidas | Bolsa: Gangirl | Óculos: Ray Ban ]

E então, o que acharam?

Se você é de Rio Grande ou região não deixe de visitar esse lugar tão agradável.

Um bjo e até o próximo post!





Receita - Bolo Salgado

Ola pessoal, tudo bem?

Semana passada não teve receita mas em compensação a de hoje é uma delícia!!!

Não tem nada de sofisticado mas tem um super valor (ou sabor) afetivo pra mim, pois trata-se de uma receita que minha mãe faz desde que eu me entendo por gente.
Depois de pronto você pode servir como petisco ou deixar fácil para um lanche rápido.

Você vai precisar de:

04 ovos
1/2 colher de chá de Sal (ou um colher rasa)
1/2 xícara de queijo ralado (50g)
02 colheres de sopa de manteiga
02 e 1/2 copos de leite
1/2 xícara de óleo
02 xícaras de farinha de trigo
01 xícara de maisena
01 colher de sopa de fermento
02 latas de sardinha (ou outro recheio de sua preferência, frango ou carne, por exemplo)


Dica 01: Antes de começar o preparo eu já deixo em vasilhas separadas a farinha de trigo e a maisena peneiradas, isso faz a massa fica mais delicada.

Modo de preparo:

Coloque os ovos no liquidificador e bata bem.
Dica 02: eu sempre quebro os ovos um por um numa tigelinha pra ter certeza que está bom antes de colocar na receita.

Adicione o sal, a manteiga, o queijo, e o óleo e bata novamente.

Em seguida adicione aos poucos o leite, a farinha de trigo, a maisena e o fermento.

Vai repetindo esse processo até colocar todos ingredientes. Ao final deixe bater alguns minutos pra finalizar a massa deixando-a homogênea.

Em uma assadeira untada e polvilhada coloque uma camada de massa, em seguida coloque o recheio a gosto, cubra com o restante da massa e leve ao forno quente.

Obs. sobre o recheio: caso escolha sardinha em lata basta retirar a espinha, desmanchá-la em pequenos pedaços (não muito pequenos) e temperar com molho de tomate ou da forma que preferir desde que fique um recheio molhadinho mas com pedaços da sardinha pelo meio. Não tem segredo.

O tempo de assar vai variar de acordo com o forno, no meu em temperatura alta leva entre 30 a 45 minutos.  Para ver se está no ponto é só ficar de olho, ele vai subir e ficar mais coradinho, daí quando ele estiver dessa forma é só testar enfiando um palitinho, se o palito sair limpo é porque está bom (abrir o forno e fotografar ao mesmo tempo não foi boa ideia rsrsrs...mas o palito tá limpo!)

Agora é só saborear


Está esperando o que? Testa aí na sua casa e escreve aqui pra mim o resultado.

Um bjo e até o próximo post!



Decoração com Fotos

Olá pessoal, tudo bem?

Eu amo fotografia e amo decoração, quem me conhece sabe... então essa tendência de decorar os ambientes da casa com fotos muito me fascina.

Usar fotos na decoração nunca esteve tão em alta como ultimamente. Se formos lembrar de casas antigas ou mesmo das casas de nossas avós, veremos que já era comum usar porta-retratos na decoração em estantes, aparadores, pianos, enfim, espalhados em móveis pela casa.

Atualmente as fotos aparecem com maior destaque na decoração, deixando a fotografia em evidência e não apenas em um ou outro porta-retrato pela casa.

Usar a fotografia na decoração além de dar um toque super pessoal em sua casa, pode torná-la mais aconchegante também:

Fotografia também é arte e ela pode sim fazer esse papel na sua casa. Abuse de imagens artísticas, paisagens naturais e urbanas, ou até mesmo gravuras divertidas:

Além de utilizar imagens que combinem com você, sendo fotos pessoais ou fotografias artísticas, o material de impressão e as molduras são elementos importantes para compor o estilo que melhor combine com sua casa.

Paredes de um corredor ou escada que ficariam vazias por não permitir a presença de um móvel, ganham vida com fotografias.

A escolha de molduras com cores padronizadas permite maior destaque para a imagem que você deseja exibir:

Mas se a ideia é combinar estilos variados e dá uma ar mais lúdico ao ambiente, a mistura de molduras e cores vai ajudar:

Veja mais algumas inspirações:


Para nossa casa eu já tenho planejado as paredes e molduras que farão parte de alguns ambientes que ainda não terminei de compor como o corredor, os quartos etc (uma hora termino essa tal decoração kkkk), mas para começar fiz uma espécie de exposição pessoal, colocando algumas fotos tiradas por mim na parede da sala. Olha como ficou:

O que acharam dessa ideia de decoração? Gostaram da minha galeria particular? rsrsrs
Deixa aqui seu comentário pra eu saber sua opinião.

Um bjo e até o próximo post!


Fotografia - 7 Aplicativos Favoritos

Olá pessoal, tudo bem?

Quem me conhece sabe: a fotografia é minha paixão, e claro, não podia deixar de ter muito aplicativos de fotografia no meu celular.

Uma coisa que aprendi quando fiz uma oficina de fotografia, foi que a maior parte da beleza da foto é consequência do talento e competência do fotógrafo e não do equipamento. Porém, esse talento e competência não se comprova apenas no momento de registro da foto mas também na habilidade de fazer uma boa edição pós registro.

Dessa forma, como hoje em dia nós tiramos muito mais fotos usando a câmera do celular do que as câmeras convencionais, não custa nada ter uma ajudinha de alguns editores para dar aquela melhorada nas fotos e arrasar nas postagens nas redes sociais.

Seguem os meus favoritos e o por quê:

1. Typic 

Uso esse aplicativo geralmente quando quero postar uma foto que está em padrão paisagem ou retrato na íntegra sem ter que cortar pro tamanho quadrado, padrão do Instagram. Daí ele acrescenta uma faixa branca na horizontal ou vertical deixando sua foto inteira adequada ao quadrado do insta. Aqui um exemplo:
2. Moldiv 

Existem vários aplicativos para fazer colagem com fotos, não sei se esse é o melhor mas já me acostumei com ele. Tem vários formatos de colagens, dá pra aplicar filtros em cada foto que você escolher pra montagem individualmente, colocar fundos diferentes nas bordas e também ajustar os tamanhos de cada foto e retirada ou não das bordas. 

3. Pixlr

Esse pra mim é o campeão dos efeitos surreais nas fotos, vc deixa uma foto totalmente diferente da original em termos de cores e aplicação de filtros. Só uso para fazer fundos para mensagens com as fotos do meu portfólio. Tem muitas fontes e bordas muito muito legais mesmo. Olha abaixo a diferença de uma imagem original e outra com efeitos do pixlr:


4. Instasize

Esse aqui é legal pra fazer aquele efeito de foto com foto de fundo. Uso basicamente pra isso, mas dá pra fazer colagem, escrever e aplicar uns adesivos legais também. Olha um exemplo:

5.Effectshop

Sabe aquele efeito de desfocar a foto inteira? Eu faço nesse aqui, dai depois eu uso a foto que desfoquei aqui como fundo da montagem que faço lá no instasize... Pois é, tem foto que pra ficar legal eu uso até três aplicativos de uma vez kkkkk
Ele também tem os melhores adesivos,  para meu gosto que prefiro adesivos mais sutis sem aquelas figuras mais infantis, a não ser quando a foto pede um pouco de humor, claro... Mas no geral prefiro adesivos mais minimalistas. Exemplo de imagem desfocada:

6. Fotor

Esse aqui é como ter um Light Room só que no celular, no sentido que você pode trabalhar muitos aspectos importantes pra uma boa fotografia como saturação, brilho, contraste, intensidade etc 
Acho o Fotor um editor mais com cara de profissional sabe?! Ele é mais completo e rebuscadinho mas não é difícil, até mesmo porque ele tem vários filtros por tema que ajuda quem prefere um pacote de cores pronto, sem ajustar manualmente cada detalhe na foto.

7. Cymera

Agora sim, quando se trata de adesivos divertidos gosto muito dos pacotes do Cymera, tem outras funções também como filtros, colagem mas o mais legal que eu acho são os adesivos. Olha que fofa as orelhas de coelhinha:

Então é isso, espero que tenham gostado e aproveitem bem os aplicativos.

Um bjo e até o próximo post!

Bolsas Wayuus, tendência ou estilo?

Olá pessoal, tudo bem?

Já viram que a febre das bolsas Wayuus está de volta? Pois é, a moda é assim, tendências vão e vem toda hora, por isso que sempre digo...vale mais você ter estilo próprio e vestir o que te faz bem, que seguir apenas as tendências e virar vítima da indústria da moda.

Deixando de lado as ideologias rsrs...vamos as bolsas! Afinal, quando a tendência volta é quase irresistível não entrar na onda e seguir. Elas fizeram muito sucesso nos verões passados, mas como eu disse antes, usar algo da moda não depende de regras e sim de atitude e estilo. Eu não sou dessas que acho que inverno deva ser neutro, por isso usaria em qualquer estação.

Para quem não conhece, elas ficaram conhecidas como Bolsas Colombianas, e as primeiras bolsas começaram a serem produzidas por mulheres indígenas da comunidade Wayuu, tribo que fica entre a Colômbia e a Venezuela, e que fazem dessa atividade artesanal o seu sustento.

São bolsas de crochê feito com fios de algodão, modelagem tipo saco, alças bem compridas, super coloridas, e por serem feitas a mão dificilmente você encontrará dois modelos iguais... é praticamente uma obra de arte e essa é a parte mais legal, mas que as deixam com o preço lá em cima, pelo menos aqui no Brasil.

Confere aqui, alguns modelos:


Vários famosos aderiram as Bolsas Wayuu:

Como tudo que faz sucesso e vira uma oportunidade de negócio, já existem empresas produzindo versões inspiradas nas bolsas, mas as Wayuu Bags originais podem ser compradas através do site de uma fundação (The Wayuu Taya Foudation) que contribui para a ONG SURevolution que ajuda a melhorar a vida em comunidades indígenas da América Latina.  

Para a comunidade Wayuu as bolsas não são apenas um acessório ou artesanato, elas têm figuras com significados especiais que retratam a vida cotidiana da tribo e representam algo fundamental na forma deles se vestirem. Quanto mais detalhamento houver nos desenhos representados nas bolsas, maior será o valor da peça.

Na Colômbia obviamente o produto é bem mais barato, não passando de 70 dólares, mas para comprar sem sair do Brasil, no site da fundação o preço varia de $ 160 a $ 180, e com o dólar tão alto atualmente acaba saindo bem salgado, mas a compra do produto oriundo das tribos originais te garantem a compra de um objeto que além de ser uma acessório charmoso, também é considerado uma obra de arte pela sua originalidade.

Assim que puder, vou garantir a minha e você, o que acha do estilo? Deixa aqui seu comentário pra eu saber.

Um bjo e até o próximo post!

TV - Programas Culinários Favoritos

Olá pessoal, tudo bem?

Não sei se já repararam mas ultimamente nós estamos sendo bombardeados com informações sobre culinária em todos os meios de comunicação... é programa de receita, de alimentação saudavel, de concurso de culinária, receita nos jornais, revistas e livros sendo lançados todo dia... e para quem tem assinatura de canais fechados na TV melhor ainda, ou pior ainda pra quem não gosta, que não é meu caso, eu adoro! ;)

Hoje ao invés de compartilhar uma receita vou falar um pouco sobre os programas dessa categoria que eu mais gosto, que me ajudaram a ter uma intimidade maior com a cozinha de uns anos pra cá.

1. Cozinha Prática (com Rita Lobo)


As receitas da Rita, assim como diz o título do programa, são realmente bem práticas. É aquele tipo de receita que com certeza você vai se identificar e conseguir fazer em casa. Vez ou outra aparece uns ingredientes bem diferentes pra o pequeno universo de culinária que eu conheço, mas nada tão anormal que não seja possível procurar em tantas lojas de especiarias e produtos naturais que já existem hoje em dia.
Um detalhe que eu acho apaixonante no programa é o cuidado estético que ela tem com os pratos escolhendo louças e acessórios de mesa bem lindos e fazendo fotos belíssimas do resultado final.
Canal: GNT
Dia e horário: Segundas, às 20:30h



2. Tempero de Família (com Rodrigo Hilbert)

Esse é um programa que assisto pouco por pura falta de sorte, muitas vezes os horários não combinam com os meus e acabo não assistindo tanto quanto eu gostaria, mas quando eu consigo ver, gosto bastante da linguagem simples usada pelo Rodrigo, da simplicidade e praticidade na apresentação dos pratos. Ele costuma usar receitas bem ao estilo casa da vovó, ou seja, sempre tem receitas mais tradicionais, que são comuns a maioria das famílias...como o próprio nome sugere: tempero de família, bem cara de almoço de domingo.
Canal: GNT
Dia e horário: Quinta, às 20:30



3. Bela Cozinha (com Bela Gil)


Eu adoro o jeito da Bela falar... talvez por ela ser baiana como eu. Confesso que a maioria das receitas eu considero difíceis de por em prática, não por serem difíceis de fazer, mas por minha dificuldade de quebrar alguns paradigmas. Por exemplo, trocar o molho de tomate comum por um molho mais saudável feito com beterraba e cenoura. Não acho que as receitas não sejam saborosas, eu que não me sinto capaz de ser tão saudável assim kkkkk.

O que eu mais amo no programa da Bela são as informações preciosas que ela nos fornece em relação aos alimentos, e os ensinamentos sobre a maneira correta de manuseá-los e prepará-los mantendo seus valores nutritivos e saudáveis.
Canal: GNT
Dia e horário: Terças, às 20:30h


Esses dias e horários que eu mencionei, referem-se aos horários dos episódios inéditos, mas ao longo da semana o canal exibe reprises em dias e horários variados de todos eles. 
Além desses três preferidos, existem vários outros bem legais que eu vejo também, porém com menos frequência como: Diário do Olivier, Mais Você e Receitas da Carolina.

Então é isso!
Se você gosta de boa comida como eu, ou se você tem dificuldade em cozinhar e acha que a culinária é um bicho de sete cabeças, confere de vez em quando alguns programas legais que você pode descobrir que cozinhar é prazeroso e menos difícil do que parece.

Deixa aqui seu comentário e me diz se você gosta de algum desses, ou sugere algum que eu não conheça!

Um bjo e até o próximo post!



Decoração - Estilo Kitsch

Olá pessoal, tudo bem?

Vocês já ouviram falar do Estilo Kitsch na decoração? Eu não! Na verdade eu percebia o estilo em muitos elementos mas não sabia o nome utilizado.

Basicamente o Estilo Kitsch se caracteriza pela descontração, o colorido e até mesmo o exagero. Porém aqui o exagero é no bom sentido, porque ele está presente nas inúmeras possibilidades de se misturar estilos.

Talvez você já tenha reparado na variedade de elementos coloridos e divertidos que encontramos em lojas de decoração ultimamente que remetem a elementos do passado na época vistos como cafonas ou bregas.

O termo Kitsch é de origem Alemã e serve para definir algo extravagante, vulgar ou de mau gosto, mas os adeptos do estilo consideram que trata-se de uma forma bem humorada e lúdica de compor a decoração. A verdade é que aderir o estilo kistch sem o devido bom senso e cuidado pode ultrapassar o limite do divertido e alegre e escorregar pro cafona mesmo.

Sim, daí vocês me perguntam: e como é esse estilo mesmo na prática que até agora eu não mostrei?
Então, vou deixar aqui algumas características e imagens para quem quiser por em prática o estilo:

1. A mistura de cores sempre está presente, principalmente as cores rosa, lilás, violeta e vermelho.

Móveis em cores vibrantes, pequenos objetos coloridos, réplicas de obras de arte, molduras coloridas e de formas diferentes nas paredes, almofadas de estampas diferentes e coloridas
Fonte: Google
Fonte: Revista Ambientes
2. A mistura de elementos de épocas diferentes (antigos e modernos)

Móveis com design de épocas passadas misturado com móveis atuais, objetos de porcelanas antigas com porcelanas modernas, lembranças da casa da avó, telefones antigos, porta retratos em estilos diferentes espalhados.
Fonte: Revista Metróple

Fonte: Revista Casa Linda
3. A criação de um ambiente lúdico

A parte lúdica fica por conta dos objetos com valor afetivo como lembranças de viagens, souvenirs, imãs de geladeira, quadros com temas alegres, anões de jardim, pinguins de geladeira, a famosa jarra em formato de abacaxi, cofrinhos em formatos divertidos...etc.
Fonte: Google

Fonte: Google

Fonte: Google
Existem diversos elementos que podem caracterizar o estilo kitsch e uma regra bem simples para aderi-lo: se você utilizar todos os elementos do estilo que te agrada e ficar bonito e bem humorado, você acertou....se ficar poluído e confuso é porque você exagerou, mas é claro isso é uma questão de gosto e a não ser que você contrate um decorador que vai estabelecer as regras corretamente (na linguagem estética, claro) o que vale é sentir-se bem em sua casa, afinal você que passa a maior parte do tempo nela. Não é necessário usar o estilo para decorar a casa inteira mas alguns ambientes nesse estilo pode dá um toque de charme e irreverência a sua casa.

Uma boa dica para evitar o descontrole e não deixar o ambiente muito carregado é criar um ambiente neutro e utilizar alguns elementos kitsch espalhados pontualmente no ambiente para criar essa atmosfera lúdica e colorida sem poluir.
Percebi nessa pesquisa que "sem querer, querendo" já venho utilizando essa dica na decoração daqui de casa (que eu nunca termino aff). Apesar de grande parte da decoração possuir uma base sóbria descobri que alguns elementos que já tenho e outros que pretendo comprar fazem parte do estilo. Qualquer dia, assim que eu consegui concluir minha decoração, postarei aqui algum ambiente da minha casa com presença de elementos kitsch.

Ahh, e por último uma informação importante para não confundir Vintage, Retrô e Kitsch:

"Vintage são objetos antigos originais de épocas passadas,
como por exemplos um móvel herdado de família.
Geralmente fazem referencia às décadas de 20 à 60. 

Retrô são objetos criados nos dias atuais que reproduzem
ou se inspiram em clássicos de décadas passadas.
Se inspiram, geralmente, no psicodelismo das décadas de 70 e 80,
e por isso possui uma característica mais lúdica. 

Já o Kitsch é uma releitura (ou até mesmo imitação)
de clássicos com uma boa dose de humor.
Os objetos são geralmente fabricados em plástico
ou outro material de baixo custo.
Possuem cores fortes e coloridas, ou seja, uma arte falsa."
(Fonte: www.arquiteturadovale.com)

E aí, o que acham do estilo? Possui elementos Kitsch na sua casa e nem sabia? Conta aqui nos comentários.

Um bjo e até o próximo post




Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *