Joy Freitas: Viver com Amor!




Viver com Amor!

No capítulo 3 do livro Comprometida de Elizabeth Gilbert, encontrei uma história muito interessante, a história do casamento e como esse conceito já foi tão diferente do que conhecemos hoje. Aliás, mais uma história que me faz desacreditar em verdades absolutas e rótulos pré-moldados aceitos socialmente.

Mais uma revelação que me permite ter mais certeza de algo que sempre acreditei: que assim como o ser humano é mutável a história da humanidade também é, sempre foi e por isso mesmo, viver sob constante opressão de vários paradigmas que a sociedade atual nos impõe é pura perda de tempo, é permitir que outros digam como você deve viver, é aceitar que sua felicidade dependa do que a sociedade julga certo ou errado.

Ao contrário disso se pararmos pra estudar e avaliar o desenvolvimento da humanidade desde os seus primórdios veremos que nada mais adequado que cada um buscar ser feliz da forma que melhor lhe convém, desde que tenha amor a Deus e ao próximo, pois a única coisa que nunca mudou na história humana é a importância que o amor deve ter nas relações (de qualquer tipo).

O amor, esse sim deve ser o princípio mais importante a ser levado em conta para se viver bem, feliz e em total comunhão com o mundo. Afinal é por falta de amor que os homens deixam aflorar sentimentos de raiva, inveja, desrespeito, desumanidade, preconceito, lutas, guerras, misérias, julgamentos, entre outros males do mundo.

Minha dica para ser feliz: Colocar amor em tudo que faz!
 
P.S. Se sobrar tempo colocarei alguns trechos desse capítulo aqui, pra quem ainda não leu o livro, afinal é sempre bom compartilhar histórias interessantes!
 

Comentários do facebook
2 Comentários do Blogger

2 comentários:

  1. OBRIGADA PELO CONVITE. SEI O QUANTO VC. EMANA AMOR EM SUAS RELAÇÕES, EM SEUS ATOS, NA SUA VIDA. MUITO BOM TER CONHECIDO VC. PARABÉNS POR SUA INICIATIVA E SUCESSO !!!
    DENISE RIDZI

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto!
    O amor é primordial para que se viva em paz e feliz. Todos os 'tipos de amor' são válidos, basta que sejam plenos e sinceros.
    Amar é querer o bem ao próximo. É tudo que precisamos atualmente.

    Ressaltando que amei a frase 'Colocar amor em tudo que faz!'

    Sua sobrinha Mariana Freitas =D

    ResponderExcluir

Sua opinião me interessa! Obrigada!



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *